Programação de julho no Memorial dos Povos Indígenas

A partir do dia 7 de julho, o Memorial dos Povos Indígenas traz uma programação com cinema, debates, apresentações de cantos tradicionais, rap indígena e rodas de conversa. A programação dá continuidade ao Projeto Culturas Vivas, uma parceria entre o Centro de Trabalho Indigenista e a Secretaria de Cultura do Distrito Federal para preservação e dinamização do Memorial dos Povos Indígenas.

O “Julho no Memorial” começa no dia 7, às 19h, com a abertura da exposição “TRANSMAKUNAIMA – o buraco é mais embaixo”, do artista Jaider Esbell, do povo Makuxi da Terra Indígena Raposa Serra do Sol – Roraima. Na abertura teremos um cortejo com ritual tradicional Makuxi. A abertura contará com a participação especial de Daiara Tukano, artista plástica e pesquisadora dos Direitos Humanos. No dia 11 o artista Jaider Esbell participa ainda de uma roda de conversa, a partir das 14h no auditório do Memorial. A exposição ficará aberta ao público até o dia 29 de julho.

No dia 26 o MPI recebe o 1º Encontro de Comunicadores e Comunicadoras indígenas e negros do Distrito Federal. A programação terá uma roda de abertura, debate sobre comunicação e resistência, grupos de trabalho e oficinas e apresentações de rap.

Também no dia 26 tem início o Cine Memorial de Julho, com o tema “A Comunicação como forma de expressão de luta e resistência”. As exibições serão nos dias 26 e 27.

No dia 27, a partir das 18h, teremos a abertura da Exposição “O Paíz Timbira”, com sessão de canto dos Krahô, seguida da projeção do filme Festa para Xopë (Direção: Lucas Bonolo, Produção: Gavano Filmes e Centro de Trabalho Indigenista). A exposição fica aberta ao público de 27/07 a 31/08.

No sábado (28), das 10h às 13h, os visitantes poderão participar da Vivência Intercultural Krahô. A Vivência promoverá a partilha de saberes tradicionais do Povo Krahô nos campos da arte musical e da produção de artesanato

Aberta desde abril, a Ocupação Culturas Vivas também ficará em exibição durante todo o mês de julho.

Que tal ocupar o Memorial dos Povos Indígenas?
A pauta está aberta para: Coletivos ou pessoas, artistas, organizações, movimentos, indígenas ou indigenistas interessados em realizar atividades sobre temáticas indígenas na perspectiva de defesa dos direitos desses povos e promoção de suas culturas.
Mande um email para: agendampi@trabalhoindigenista.org.br e peça o formulário para realização de projeto, evento, atividade no Memorial, sob a curadoria do Projeto Culturas Vivas!

SERVIÇO
Abertura da Exposição: TRANSMAKUNAIMA – o buraco é mais embaixo
07/07 (sábado), às 19h
Local: Memorial dos Povos Indígenas
Artista: Jaider Esbell (Makuxi da Terra Indígena Raposa Serra do Sol – Roraima).
Programação: Cortejo com ritual tradicional Makuxi; participação especial de Daiara Tukano, artista plástica e pesquisadora dos Direitos Humanos
Local: Memorial dos Povos Indígenas (Arena)
Obs.: A exposição fica aberta ao público de 07/07 a 29/07.

Roda de Conversa TRANSMAKUNAÍMA
11/07 (quarta-feira), às 14h
Local: Memorial dos Povos Indígenas (Auditório)
Programação: Falas de MAKUNAIMA – Leitura e discussão do artigo do artista Jaider Esbell que foi publicado na revista Iluminuras da UFRGS; Mostra de produções audiovisuais de Jaider Esbell

1º Encontro de Comunicadores e Comunicadora Indígenas, Negras/os e Quilombolas do Distrito Federal
26 de julho, quinta-feira, das 14h às 18h
Programação:
14h – Roda de abertura
14h30 às 16h – Roda de conversa – Comunicação de Resistência – troca de experiências ancestrais e emergentes. Moderação: Daiara Tukano (Rádio Yandê) e Selma Dealdina (Conaq)
16h – Lanche
16h15 – Roda de Conversa – Novas práticas e linguagem – como garantir respeito às identidades – Moderação: Gilmar Galache (Ascuri), Renata Tupinambá (Rádio Yandê) e Juliana Cézar Nunes (Cojira/UnB)
Cine Memorial – 18h30
Sarau da resistência com presença do Rap Oz Guarani – 19h30

Cine Memorial
26/07 (quinta), das 18h30 às 22h
27/07 (sexta), das 19h30 às 22h
Tema: A Comunicação como forma de expressão de luta e resistência.

Abertura da Exposição – “O Paíz Timbira”
27/07 (sexta-feira), 18h
Programação: Sessão de canto dos Krahô, seguida da projeção do filme Festa para Xopë (Direção: Lucas Bonolo, Produção: Gavano Filmes e Centro de Trabalho Indigenista).
Local: Memorial dos Povos Indígenas (Arena)
Obs.: A exposição fica aberta ao público de 27/07 a 31/08.

Vivência Intercultural Krahô 
A Vivência promoverá a partilha de saberes tradicionais do Povo Krahô nos campos da arte musical e da produção de artesanato
28/07, das 10h00 às 13h00.
Local: Memorial dos Povos Indígenas (Arena)

Exposição OCUPAÇÃO CULTURAS VIVAS
Aberta ao público desde 13 de abril até 31 de julho
Local: Memorial dos Povos Indígenas (Espaço Expositivo)