CTI contrata consultoria para estruturação de plataforma em Ensino à Distância (EaD) e produção de conteúdos

Confira o Termo de Referência 20/2020 AQUI.

O Centro de Trabalho Indigenista está contratando consultoria pessoa jurídica para estruturação de plataforma em Ensino à Distância (EaD) e produção de conteúdos variados, com vistas à realização de Curso Básico em Política Nacional de Gestão Ambiental e Territorial em Terras Indígenas (PNGATI) na modalidade de ensino à distância no âmbito do projeto Gestão Ambiental e Territorial Integrada de Terras Indígenas na Amazônia Oriental.

Uma das atividades previstas no presente projeto e para o qual se direciona a presente chamada, é a realização de um Curso Básico em PNGATI, dando continuidade às iniciativas que já existiram no país, no âmbito da implementação da PNGATI, pensadas e planejadas pelo então Comitê Gestor da PNGATI e executadas pelo projeto GATI (Recursos do GEF, executados pela Funai) e instituições parceiras, como o IEB, RCA, dentre outras.

Inicialmente planejada para ser realizada por meio de módulos presenciais, com a chegada da Pandemia do COVID 19, a ação foi redirecionada para sua realização à distância, utilizando‐se novas linguagens para a implementação da PNGATI e mais do que isso, reconhecendo‐se a importância da gestão ambiental e territorial por parte dos povos e comunidades em um contexto adverso. Por meio da plataforma EAD serão oferecidos 04 módulos, com a possibilidade de realização de um módulo final (seminário integrador) presencialmente. São 12 meses para a execução do trabalho.

Confira o Termo de Referência 20/2020 AQUI.

Interessados deverão enviar currículo ou portifólio e carta de apresentação contendo breve descrição da experiência com projetos em EAD e, preferencialmente, comunidades indígenas(máximo de 02 páginas); além da proposta comercial para o email selecaocti@trabalhoindigenista.org.br com o título “TR 20/2020”.

O prazo para envio da documentação é até 31 de julho de 2020. Os candidatos que não enviarem todos os documentos obrigatórios mencionados terão suas candidaturas desclassificadas.