Organizações peruanas e brasileiras reafirmam compromissos para a Proteção dos Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato

Organizações peruanas e brasileiras, reunidas em Lima, no dia 07 de junho, reafirmaram o compromisso de estabelecer uma aliança para a proteção dos povos indígenas isolados e de recente contato, com a criação de uma agenda conjunta para incidência e participação em reunião na Organização das Nações Unidas.

Em carta pública demostram ainda preocupação com a intensificação de projetos de infra-estrutura e políticas governamentais que promovem a exploração de recursos naturais que afetam os territórios indígenas. Além disso chama a atenção dos governos do Peru e do Brasil ante a frágil situação em que se encontram os povos indígenas em isolamento e em contato inicial, devido a falta de segurança jurídica de seus territórios, que estão sendo afetados por atividades ilegais e concessões para exploração de recursos  naturais.

Participaram da reunião a Asociación Interétnica de Desarrollo de la Selva Peruana (AIDESEP); Organización Regional de Pueblos Indígenas del Oriente (ORPIO);  Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB);  Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB); a União das Nações Indígenas do Vale do Javari (UNIVAJA); e representantes do povo Manchineri.

Leia aqui a carta final:

Carta Conjunta – 06 junho de 2017

design-sem-nome